Cadastre-se e receba o melhor conteúdo sobre empreendedorismo e franquia:

Obrigado por se cadastrar!
Desculpe, mas algo deu errado. Por favor, tente novamente.

É até mesmo clichê no mercado ouvir que a relação entre franqueado e franqueador deve ser como um casamento. E assim como em um casamento, para os momentos de briga, o melhor é sentar e conversar.

Quando se fala na relação franqueado e franqueador, as reclamações são várias e chegam dos dois lados. Para os franqueados, falta suporte do franqueador, o negócio não vai bem ou o fornecimento de produtos não funciona. Entre os franqueadores, a queixa é de franqueados que deixam de pagar taxas ou simplesmente desistem do negócio sem cumprir o contrato.

De acordo com Ana Cláudia Pastore, superintendente do Caesp, falta de suporte do franqueador e rescisão contratual representam 30% e 20% das queixas, respectivamente. Já o principal motivo que leva franqueadores a processarem seus franqueados é a rescisão, com 40% das reclamações. Outros problemas comuns são falta de pagamento de taxas, descaracterização do padrão de loja e mudança da marca da operação sem aviso.

Para te ajudar a fugir de problemas como estes, separamos algumas dicas sobre como resolver os maiores problemas com franquia. Confira!

problemas-com-franquia-blog-acqio

 

1.Escolha bem a rede

 

Para evitar problemas na franquia, a dica é escolher bem a rede. O primeiro passo é esmiuçar a Circular de Oferta da Franquia, ou COF, que é um documento com várias informações sobre a marca, como dados financeiros e contatos de outros franqueados.

O franqueado tem acesso à Circular de Oferta de Franquia e, neste documento, observa toda a estimativa de gastos. Aliás, elencar a estimativa de gastos na circular de oferta é uma imposição da lei de franquias.

Pergunte sobre o resultado dos últimos meses e, se o empreendedor tiver saído da rede, busque conhecer os motivos. Esta é a melhor estratégia para não investir em um negócio que não vai alcançar suas expectativas.

Outro ponto importante é desconfiar sempre de promessas milagrosas. A franquia depende de trabalho do franqueado na operação e não deve ser uma promessa de dinheiro fácil.

 

2.Identifique seu território de atuação

 

Para que as várias unidades de uma rede não estejam muito próximas, prejudicando o resultado, a franqueadora faz uma definição de território de atuação.

Muitas vezes, o contrato da franquia prevê exclusividade territorial dentro de um perímetro pré-estabelecido para o franqueado. Neste caso, ele pode ter também preferência na abertura de outras franquias, mas nem sempre esse direito é respeitado e abre-se outro ponto da marca dentro de um mesmo bairro, cidade ou região.

Questione quais são os critérios que a franqueadora leva em conta para abrir outra unidade no território de preferência e qual o prazo para exercer o poder de compra da unidade.

 

3.Saiba tudo sobre o pagamento royalties e despesas

 

Na hora de escolher a franquia, muitos empresários se iludem com marcas que não cobram royalties. É importante ter cuidado, já que este valor muitas vezes está embutido no custo da mercadoria.

Faça uma análise que considere não só os royalties, mas também a margem que você vai ter. Além disso, certifique-se de todas as taxas cobradas. Algumas marcas, por exemplo, cobram por visitas de campo não previstas.

Fique atento também às despesas operacionais para que nenhuma fique de fora da sua projeção. Despesas com turnover e benefícios, por exemplo.

 O franqueado deve estar ciente de que a interdependência mútua no sistema de franquia é uma condição fundamental para o desenvolvimento da rede. O sucesso e o fracasso serão compartilhados pelo franqueado e pelo franqueador.

Se apesar de estudar bastante a proposta, a COF e o contrato você ainda tiver dúvidas, entre em contato com outras franqueados e procure saber como se sentem em relação ao franqueador. Pergunte sobre problemas e soluções dadas, e sobretudo, se estão felizes e realizados com o negócio.

Conte conosco também! Sinta-se à vontade para compartilhar com a gente suas dúvidas, soluções e histórias nos comentários.